sábado, 20 de março de 2010

Capítulo I

Pense em cinco garotas eufóricas dentro de um apartamento de 80m² denominado "central", de uma pequena cidade chamada Cebipolândia no interior do Amazonas... O apartamento de Alice era o ponto de encontro das cinco quando algo acontecia naquela cidade.
Alice tinha seus 30 anos e trabalhava na única agência de publicidade da cidade. Aliás, tudo lá era único, único mercado, único mini-shopping (quando eu digo mini-shopping, pense em um centro comercial com sete lojas), único hospital, único clube, única academia, enfim... único tudo!
Ela sabia que essa festa a fantasia era esperada por todos na cidade e providenciou os convites para elas no momento que eles sairam da impressão, fazendo a alegria e motivo para comemoração das cinco. Se reuniriam então na central no dia seguinte, para uma orgia gastronômica e etílica, como costumavam dizer quando algo acontecia e precisava ser discutido e avaliado, e só poderia valer se fosse regado a bebidas e comidas das mais diversas e inusitadas. Todas colaboravam, cada uma levava algo para que esses encontros saíssem sempre perfeitos.
Alice arrumou e limpou a central com esmero como sempre fazia nesses encontros. Era sábado, então pôde se dedicar a faxina por completo. Levantou cedo e se entregou a limpeza e arrumação da central.
Depois de um tempo, deu uma boa olhada no lugar e sentiu-se satisfeita com seu trabalho e estava se preparando para tomar seu café da manhã, panini no pão ciabatta que era famoso por todos que a conheciam, quando o interfone tocou.
-Bom dia amigaaaaaa!!!
-Bom dia querida!! chegou cedo hoje, aconteceu alguma coisa? ainda nem terminei de me arrumar.
-Estava com uma vontadinha básica de comer seu panini e resolvi fazer uma surpresinha pra você, passei na pani e eles tinha acabado de sair do forno. encara comigo?
-Mas é claro Mi, espera eu colocar as calças que já preparamos. Já estava indo mesmo preparar pra mim.
-Amiga... você não sabe quem estava na pani com a maior cara de sono e de rebordosa...
Alice deu uma olhadinha pelo canto para a amiga só esperando o que ela já sabia, pois na noite anterior quando voltava do trabalho, ela viu o gatão do Paulo na maior folia no boteco da cidade.
-O Paulo?
-Como você sabe amigaaa???
-Ontem eu vi quando voltava pra casa ele e a galera do mal dele no boteco do Tico, fazendo a festa. Parecia até comemoração!
-Mas era comemoração amigaaaaa... Ele deve tá embarcando pro Canadá por esses dias e pelo que eu sei, vai ser bota-fora todos os dias!
Alice fez uma cara de quem não estaria se importando e começou a pegar da geladeira e das prateleiras os ingredientes do tal panini.
A ciabatta estava realmente fresquinha, tanto que ela separou um para comer puro mesmo, pois para preparar o panini, não era necessário estar tão macia, já que iria colocar pra esquentar na chapa depois.
Peito de peru, queijo prato, requeijão quatro queijos e gruyere, maionese de leite e catchup. O tempero pronto sem pimenta e a paprika doce era o que faltava pra fazer o prato.
Ela fez um molhinho com todo cuidado mas sem medidas, pois sabia de cor e de gosto quando ficava bom, ia esperimentando sem cerimônia enquanto ia fazendo.
Misturou os requeijões, a maionese, o catchup e colocou um pouco do tempero e de paprika. Deu uma provadinha e colocou mais paprika. Abriu a ciabatta, passou essa mistura dos dois lados e colocou duas fatias de peito de peru defumados e queijo prato em tiras em todo o pão. Ligou o tostador e colocou o preparado fechando-o com todo o cuidado para que sua aparência ficasse impecável. Enquanto esperava ficar pronto colocou no liquidificador duas canecas de leite, duas polpas de cacau e três colheres de açúcar, batendo até ficar cremoso. Preparou a mesa e os barulhos de Milene ao comer a ciabatta foram tão engraçados que Alice acabou engasgando com a vitamina.
-Hummmmm... aiiii qui diliiii..... amiiiigaaaaa.... hummmmmmmmm... tá maravilhoooossseeeesssiiimoooo... hummmmm. Socoorroooooo! Chama todos os cachorros amigaaaa! Você devia mandar essa receita pra Ana Maria, ela ia comer debaixo da mesa!
As duas riram muito e ficaram ali degustando a tal ciabatta até que Laura, Cibele e Jokasta chegaram.
Então eram cinco alucinadas e eufóricas garotas vendo seus convites para a festa a fantasia do Clube Ribeirão que iria acontecer dali um mês.
Começaram então a pensar no que comer a tarde e na fantasia da festa.

3 comentários:

  1. Amiii q deliciaaa.. Vc escreve muito bem.. AMei!! Adorei os detalhes, impecável! Agora vê se faz esse tal de Panini e essa tal da Vitamina pra mim hein?? Pq vc me deu desejos.. hahaha.. Lindaaaaaaa!!! Beijooookas! Ana Fruet

    ResponderExcluir
  2. Brigada Amiiigaaaa... rsrsrs Quando eu for te visitar a gente faz e mata essa vontade aí!!!! Se prepara que essa historinha vai ter receitas PE-TA-CU-LO-SAS!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Obaaaaaaaaaaaaaa!! beijinhos amore!

    ResponderExcluir